PAPAI NOEL


Lenelson Piancó é neto da minha tia Lozinha Piancó (in memoriam)
Sobrinho neto do meu saudoso pai Antônio Piancó Sobrinho

PAPAI NOEL

Chamar-te de pai, porque deveria?
Se nem me criou nem é natural
Se apenas um dia por ano é natal
E pai que é pai, é pai todo dia

Chamar-te de pai, não sei se seria
Ao meu pai afronta do tipo "moral"
Pois pai de verdade não manda postal
Nem rouba dos filhos os sonhos que cria

Escrevo esta carta para lhe rogar
Escolha a criança sem pai pra adotar
Lhe dê um presente; a dignidade!

Nenhuma criança criada na rua
Merece presente que o tempo destrua
Mas sim o presente de um pai de verdade.

Lenelson Piancó

1 comentários:

blogbelo Says:
23 de julho de 2012 23:03

Linda poesia, parabéns!!!

Postar um comentário